Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views : Ad Clicks : Ad Views :
img

Espirometria, o exame do sopro

     Um exame complementar bastante solicitado é a Espirometria, também conhecida como “Prova de função pulmonar”, “Prova ventilatória” ou, pelos leigos, como “exame do sopro”.

ENTENDENDO A ESPIROMETRIA:

O que é?

     É um exame complementar não invasivo que permite conhecer a função pulmonar do indivíduo, avaliando a capacidade pulmonar, a resposta a medicações broncodilatadoras, se há algum distúrbio ventilatório e detectando que tipo de distúrbio está ocorrendo.

Quando é indicada?

     Em atletas, para avaliar sua capacidade ventilatória; em alguns pacientes com dispneia (falta de ar); em portadores de doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC – como bronquite crônica e enfisema pulmonar); em casos de asma ou de doenças restritivas, como a fibrose pulmonar.

Como é realizada?

     Após garantir que ouve tempo suficiente entre o último consumo de cigarro, de café, de chás e de algumas medicações broncodilatadoras, o paciente tem as narinas vedadas (para respirar somente pela boca) e então começa a soprar o espirômetro (aparelho em forma de tubo). O condutor do exame solicita algumas vezes para soprar de forma diferente e tudo é registrado por um computador. Em certo momento é usado um medicamento broncodilatador (salbutamol) para analisar a resposta do indivíduo à medicação, ajudando no diagnóstico. O exame dura cerca de meia hora e é indolor.

Autor: Wésley de Sousa Câmara
2018

  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Linkedin
  • Pinterest
error: Content is protected !!